Blog

20
jan

Confira as principais diferenças entre as versões do Windows 7

A nova versão do Sistema Operacional da Microsoft já está nas lojas, o Windows 7. Essa nova edição conta diversas versões diferentes, visando atender às necessidades dos usuários domésticos ou de grandes empresas. Cada versão apresenta características próprias. Algumas apresentam características voltadas para usuários avançados, disponibilizando recursos profissionais de gerenciamento do computador, outras são para usuários que não pretendem utilizar todos os recursos oferecidos no Windows 7. Há também versões exclusivas para empresas.

Confira abaixo as principais características de cada versão do Windows 7:

Windows 7 Starter

Essa é a versão mais básica do novo sistema, não oferecendo recursos interessantes com o famoso efeito Aero Glass, disponibilizados a partir do Windows Vista. A impossibilidade de abrir mais de três aplicativos simultaneamente foi retirada.

É interessante o uso dessa versão em notebooks, netbooks e computadores de baixo custo, pois ela se apresenta mais leve do que as versões mais completas.

Essa versão só será comercializada em países emergentes, como o Brasil, por exemplo.

Windows 7 Home Basic

A Home Basic é a versão destinada ao usuário doméstico, apresenta recursos que não estão presentes na versão Starter como, por exemplo, a possibilidade de criar redes domésticas. No entanto, o efeito Aero Glass, também não estará presente. A versão também não conta com o Windows Media Center.

 

 

Windows 7 Home Premium

  O Windows 7 Home Premium permite criar facilmente uma rede local e compartilhar todas as fotos, vídeos e músicas favoritas. Você pode até assistir a TV, com direito a pausar, retroceder e gravar. Esta versão é bem mais poderosa do que a Home Basic, oferecendo recursos adicionais como o Windows Media Center, uma excelente ferramenta para gerenciar seus arquivos digitais e criar bibliotecas para organizá-los. Outro recurso interessante é Grupo Doméstico, onde o usuário poderá gerenciar com facilidade todos os recursos de uma rede.O Windows 7 Home Premium oferece suporte a telas sensíveis ao toque.

Windows 7 Professional

Esta versão é direcionada a pequenas empresas, oferecendo recursos que facilitam a comunicação dentro de uma rede empresarial, alé de sistemas para reforçar a segurança. Para a comunicação entre computadores em redes, estão disponíveis as tecnologias Location Aware Printing e Domain Join, que facilitam tanto a comunicação entre os computadores quanto o compartilhamento de recursos de rede.Outro recurso muito útil é o Modo XP, que possibilita a instalação e execução de aplicativos desenvolvidos para o Windows XP, sendo uma excelente opção quando o assunto é compatibilidade.

Windows 7 Enterprise

A versão Enterprise foi desenvolvida para atender a empresas de médio e grande porte. Essa versão não será encontrada nas prateleiras das lojas, sua aquisição só poderá ser feita por meio de contrato, ou seja, apenas empresas e que, irão utilizar o sistema em vários computadores, poderão adquirir essa versão.

Nesta versão, a Microsoft fortaleceu o sistema de segurança, adicionando ferramentas de criptografia para assegurar o sigilo de informações importantes, além de sistema que protegem o sistema contra arquivos executáveis desconhecidos. Melhorias de desempenho tanto local quando em rede também foram implementadas.

Windows 7 Ultimate

O Windows 7 Ultimate é a edição mais versátil e poderosa do Windows 7. Ele combina os incríveis recursos fáceis de usar do Home Premium e os recursos comerciais do Professional, incluindo a possibilidade de se executarem vários programas de produtividade do Windows XP no Modo Windows XP. Para maior segurança, você pode criptografar seus dados com o BitLocker e o BitLocker To Go. E, para ainda mais flexibilidade, é possível trabalhar em 35 idiomas.

Esta é a versão mais completa de todas, contando com todos os recursos das versões anteriores e muitos outros. Esta versão é direcionada a grandes corporações, pois seu preço é mais elevado. Além disso, a utilização desta versão por usuários comuns não é interessante porque muitos dos recursos adicionais nunca serão utilizados por usuários domésticos, sendo estes, voltados para o público empresarial..

Windows 32 ou 64 bits, qual versão devo utilizar?

Ao baixar um programa para seu Windows, quantas vezes você já reparou que existem versões distintas: 32 bits e 64 bits? A partir de então, o mínimo que você deve saber é a versão instalada  em sua máquina para não gerar conflitos no sistema. Mas ao adquirir um novo computador ou formatar o seu, como saber qual versão do Windows é mais adequada para cada caso e quais são as diferenças entre elas?

O que muda?

Basicamente, a diferença entre a versão 32 e a 64 bits do Windows é a capacidade de processamento que cada uma delas suporta. Enquanto a 64 utiliza o desempenho máximo dos processadores de 64 bits, a versão 32 dos sistemas operacionais extrai uma capacidade equivalente de processadores 32 ou 64 bits, desde que possuam o mesmo clock.

Antes de gerar mais dúvidas, é preciso entender a diferença entre os processadores de 32 e 64 bits. Atualmente, a maioria dos processadores possui uma arquitetura para operar em 64 bits, logicamente, superior aos de 32 bits. Porém, de nada adianta possuir um processador com arquitetura para 64 bits se o sistema operacional (Windows) suporta apenas 32 bits de processamento.

A versão 64 bits é melhor para todos os casos?

Não! Na verdade, ela é melhor apenas para os computadores que atendam aos seus requisitos da máquina e às aplicações do usuário. Embora limite sua capacidade, a versão 32 bits do Windows suporta um processador 64, mas a versão 64 não funciona com um processador de 32 bits.

Os bits de um processador não se referem à sua velocidade, mas sim à quantidade de informação que ele leva em cada viagem, logo, é necessária mais memória RAM para potencializar essa capacidade. Utilizar um Windows 64 com pouca memória RAM implica em uma menor eficiência da máquina, no entanto, esta versão é capaz de reconhecer mais memória RAM do que a versão 32 bits.

A velocidade do processamento dos dados é determinada pelo clock do processador, e não pela sua arquitetura. Em suma, ao utilizar programas leves ou que não sejam desenvolvidos para o novo padrão de processamento, geralmente os mais antigos, a diferença de velocidade é nula ou muito pequena.

O Windows 64 bits é capaz de rodar programas desenvolvidos para 32 bits, assim como o Windows 32 bits também roda programas desenvolvidos para 16 bits. No entanto, o Windows 64 não é capaz de executar programas em 16 bits, mesmo em modo de compatibilidade. Ou seja, quem utiliza programas antigos pode perder a sua compatibilidade ao adquirir versão 64 bits.

 

Quando utilizar?

Antes de ficar em dúvida sobre qual sistema operacional utilizar, o usuário precisa estar ciente da configuração da sua máquina. Além de saber a arquitetura do seu processador, ele precisa contar com uma quantidade recomendável de memória RAM, 4 GB para o Vista.O usuário também deve se questionar quanto ao uso de seu computador, a diferença será evidente apenas em aplicativos pesados e em programas apropriados para a tecnologia 64 bits. Como os drivers da versão 64 bits são diferentes dos da 32, configurar componentes antigos no Windows 64 pode não ser possível.

Resumindo:

Para rodar aplicativos leves em uma máquina de configuração simples, recomenda-se utilizar uma versão 32 bits do Windows. Aqui se encaixam usuários de internet, processadores de texto, jogos simples e a imensa maioria dos programas comuns.

Já os computadores que trabalham com grandes aplicações gráficas ou processos trabalhosos obtêm um rendimento muito superior com as versões 64 bits, desde que possuam um hardware adequado para isso. Desenvolver grandes projetos com o AutoCAD, imagens em alta resolução com o PhotoShop ou extrair o máximo que os games de última geração têm a oferecer, são estes os diferenciais da versão 64 bits.

 

Sobre Alan Germano
Fundador e Idealizador do Grupo NetCampos Tecnologia, nascido em Campos do Jordão, é responsável pelo desenvolvimento e supervisionamento direto de novas técnologias e produtos do grupo.

4 Comments for this entry

Victor
dezembro 28th, 2011 on 17:38

Excelente artigo.

César Sampaio
julho 15th, 2013 on 16:25

Excelente artigo seu , parabéns ! Estou com uma dúvida que com certeza vc irá ajudar-me:possuo um notebook Asus X44C Series,Proc.Intel Pentium- B950 de 2.1Gz, 4Gb mem, HD 320Gb, Sist.Operacional:Windows 7 Professional e instalei o antivírus Avira. Instalei tb o Flight Simulator 2004 e alguns Add Ons, e ele quando realizo um vôo, fica dando crash. Pergunto ao amigo: o problema é do Win7 ou do FS2004 ? Desde já, fica meu muito obrigado !

Alan Germano
julho 17th, 2013 on 11:24

Para te dar uma posição seria interessante você realizar o teste antes e depois do antivírus instalado, de qualquer forma aconselho que você verifique como está o consumo do uso da CPU e Memória, além de verificar os processos em execução para saber qual está consumindo recursos, tente verificar também se nas configurações do seu antivírus se ele fica monitorando alguma porta que possa ser utilizada pelo jogo para alguma coisa…

César Sampaio
julho 19th, 2013 on 15:47

Caro Alan,

Obrigado pela resposta, mas estou em dúvida de como verificar o consumo de CPU e da memória. Poderia orientar-me?

Desde já, agradeço.